• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • UNICERP informa: Confira Edital do PROUNI 2019

    PROUNI 2019: CONFIRA EDITAL COM AS DATAS E REGRAS DO PROGRAMA

    O Programa Universidade Para Todos (ProUni) 2019/1 já tem cronograma definido. As inscrições serão recebidas de 29 de janeiro de 2019 a 1º de fevereiro e são exclusivas para quem fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.

    Confira o Edital com as datas

    O resultado do ProUni 2019/1 será publicado em 4 de fevereiro. Nesta primeira chamada, as matrículas serão realizadas até o dia 15 seguinte.

    A segunda chamada regular do ProUni 2019/1 será realizada em 18 de fevereiro e suas matrículas vão até o dia 1º de março.

    O ProUni receberá manifestações de interesse na lista de espera em 7 e 8 de março. As instituições de ensino poderão acessar a lista de espera no dia 11 seguinte.

    Datas do ProUni 2019/1

    • Inscrições: 29 de janeiro a 1º de fevereiro

    • 1ª chamada: 4 de fevereiro

    • Matrículas 1ª chamada: 4 de fevereiro a 15 de fevereiro

    • 2ª chamada: 18 de fevereiro

    • Matrículas 2ª chamada: 18 de de fevereiro a 1º de março

    • Manifestação da Lista de Espera: 7 e 8 de março

    • Divulgação da Lista de Espera para Instituições: 11 de março

    • Comparecimento às instituições: 12 e 13 de março

    Como participar do ProUni?

    No período citado acima, candidatos com média de 450 pontos no Enem 2018 e que atendam os critérios de renda e escolaridade definidos pelo Ministério da Educação (MEC) poderão se inscrever para bolsas integrais (100%) ou parciais (50%), as quais serão preenchidas durante o primeiro semestre de 2019.

    É preciso ter renda familiar de até 1,5 salário mínimo por pessoa para bolsas de 100% e até 3 salários mínimos para as de 50%.

    Além disso, é preciso se encaixar em umas das categorias abaixo:

    => Ter feito todo o ensino médio em escola da rede pública;

    => Ter estudado o ensino médio completo em escola privada como bolsista integral;

    => Ter feito o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em escola privada com bolsa integral;

    => Ser pessoa com deficiência;

    => Ser professor da rede pública de ensino, que esteja no exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

    Durante o período de inscrições, os participantes poderão mudar as opções de bolsas que escolheram. O candidato pode concorrer em até duas opções.

    Diariamente, o MEC divulgará as pontuações mínimas para cada curso (nota de corte) e fará o balanço dos candidatos.

    Como serão as convocações?

    O MEC fará duas chamadas regulares do ProUni 2019/1 (4 e 18 de fevereiro). Os convocados terão que comprovar as informações nas instituições de ensino para que possam ser matriculados.

    Além disso, haverá a manifestação da lista de espera em 7 e 8 de março. A partir desta lista, que estará disponível para as instituições no dia 11 seguinte, os candidatos poderão procurar as faculdades e universidades para o preenchimento das bolsas remanescentes.

    Como complementar a bolsa parcial?

    Os participantes que forem contemplados com a bolsa de 50% poderão complementar a mensalidade com o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) 2019/1.

    O Fies exige média de 450 pontos no Enem. São aceitas as edições entre 2010 e 2018 do exame.

    O MEC oferecerá no Fies 100 mil vagas para 2019, as quais são para quem tem renda familiar de até 3 salários mínimos por pessoa. Esta modalidade tem juros zero (corrigidos apenas pela inflação). Há também a previsão de oportunidades pelo P-Fies, categorias com quantidade de vagas e juros estipulados pelos bancos, sendo necessário procurar as agências bancárias para saber sobre as oportunidades disponíveis.

    Mais informações no site do ProUni.

    Por Lorraine Vilela Campos – Uol Educação – 10/12/2018 – São Paulo, SP

     Imprimir

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!

  • Publicidade