• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • Notícias

    • Ofertas Supermercado Bernardão para segunda-feira 10/11/2014

      1º FEIJÃO CARIOCA LIGEIRINHO 1 KG R$ 1,79

      2º ARROZ VASCONCELOS 5 KG R$ 10,98

      3º MACARRÃO YARA 1 KG R$ 2,99

      4º LEITE CEMIL 1 LITRO R$ 1,98

      5º PAPEL HIGIÊNICO BOB: LEVE 12 E PAGUE 11 – 60 METROS R$ 7,99

      6º CREME DENTAL CLOSEUP TRIPLE 90 GRAMAS R$ 1,38

      7º SABÃO EM PÓ OMO 1 KG OU AMACIANTE COMFORT 2 LITROS: UNIDADE R$ 6,99

      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA SEGUNDA

      10/11/2014

    • Boletim Conjuntural do Mercado de Café pelo CNC

      Boletim Conjuntural do Mercado de Café

      — Outubro de 2014 —

      O atraso na chegada de chuvas bem distribuídas e com volumes significativos sobre as regiões produtoras brasileiras garantiu a valorização dos preços do arábica na primeira quinzena de outubro.

      O elevado déficit hídrico e a situação de seca de ramos e desfolha em algumas áreas produtivas geraram preocupações quanto ao aperto na oferta de café na próxima temporada, levando os fundos a aumentarem suas posições compradas na ICE Futures US. Com isso, o Contrato C chegou a operar acima dos US$ 2,2 por libra-peso nas duas primeiras semanas de outubro, atingindo o maior valor de fechamento para o vencimento mais líquido desde janeiro de 2012.

      Porém, o início do período de chuvas, o real desvalorizado e as preocupações quanto ao menor crescimento da economia global em 2015 motivaram os fundos de investimento a ajustarem o elevado saldo líquido comprado no mercado futuro e de opções de café da Bolsa de Nova York. Consequentemente, os ganhos foram devolvidos e as cotações, no final do mês, retornaram ao patamar registrado nos últimos dias de setembro.

      As chuvas trazem alívio aos cafezais castigados pela prolongada estiagem e altas temperaturas, estimulando novas floradas, após o abortamento observado em grande parte das regiões produtoras. No entanto, o elevado déficit hídrico registrado em importantes origens nacionais e a falta de uniformidade das floradas resultarão em perdas na safra 2015/16 do Brasil, cujo tamanho somente poderá ser avaliado a partir do último mês do ano.

      No acumulado de outubro, o vencimento dezembro do Contrato C da ICE Futures US registrou queda de 535 pontos, sendo cotado a US$ 1,88 por libra-peso no último dia do mês passado. A cotação média mensal, de US$ 2,0505, foi 81,8% superior à média do mesmo período de 2013.

      Os estoques certificados de café da Bolsa de Nova York caíram 10 mil sacas, encerrando o mês em 2,37 milhões de sacas. Esse volume é 12,5% inferior ao registrado em outubro de 2013, de 2,71 milhões de sacas.

      O mercado futuro do café robusta negociado na ICE Futures Europe apresentou comportamento semelhante ao do arábica em Nova York, porém encerrando outubro com valorização. O vencimento janeiro/2015 foi cotado a US$ 2.048 por tonelada no último dia do mês, acumulando alta de US$ 41 em relação ao fechamento de setembro. A cotação média mensal, de US$ 2.101/t, foi 29,2% superior à do mesmo período do ano passado.

      Os estoques certificados de robusta monitorados pela ICE Europe mantiveram a tendência de recomposição de volumes, atingindo 2 milhões de sacas no final do mês, ante 1,87 milhão de sacas registradas nos últimos dias de setembro. Os estoques se encontram em patamar 128% superior ao apurado no mesmo período do ano anterior.

      Com a valorização mais acentuada do arábica no início do mês, a arbitragem entre os terminais de Nova York e Londres chegou a atingir o valor mais alto do ano, de US$ 1,2 por libra-peso. Porém, com os preços do arábica pressionados a partir de meados de outubro, a arbitragem voltou a estreitar-se, encerrando o mês a US$ 0,95.

      No Brasil, o dólar manteve a tendência de apreciação ante o real, principalmente em função das especulações relativas ao mês eleitoral e da piora do quadro fiscal do País. A moeda norte-americana encerrou o mês com alta acumulada de 1,5%, sendo cotada a R$ 2,477 no último dia de outubro.

      Seguindo o comportamento internacional, os preços domésticos do café arábica acumularam desvalorização no mês e o ritmo dos negócios enfraqueceu. No fechamento de outubro, o indicador do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) para o café arábica foi cotado a R$ 442,90/saca, com queda de 5,7%. Já o indicador do conilon valorizou-se em 3,8%, encerrando o mês a R$ 262,72/saca.

      De acordo com o Cepea, a incerteza sobre o volume a ser produzido na safra 2015/16 tem motivado os produtores a retraírem as vendas, aguardando melhor definição do quadro de oferta e demanda do mercado. O gráfico abaixo resume as informações levantadas pela instituição, em meados de outubro, sobre o volume comercializado nesta temporada em cada região produtora.

      Material elaborado pela assessoria técnica do CNC.

    • Curso de Direito do Unicerp é reconhecido pelo MEC com nota 4

      Alunos do curso superam média nacional de aprovados no XIV Exame da OAB

      O curso de Direito do Unicerp foi reconhecido pelo Ministério da Educação com expressiva nota 4, em uma escala de 1 a 5 pontos. A nota demonstra que o Direito do Unicerp oferece aos alunos um ensino de extrema qualidade. Os destaques são os professores capacitados, estrutura curricular adaptada à realidade regional, estágios supervisionados voltados à prática da profissão, além de salas de aula e laboratórios comparados aos de grandes universidades do país.

       

      Outra ótima notícia foi o desempenho dos alunos do curso de Direito no XIV Exame da Ordem dos Advogados do Brasil. Os alunos do Unicerp, que no momento da avaliação estavam entrando no último ano da graduação, tiveram índice de aprovação de quase 40% na segunda fase do exame. A lista definitiva dos aprovados foi divulgada pela OAB em 20 de outubro, com a média nacional de aprovação em torno de 25%.

       

      O Centro Universitário do Cerrado Patrocínio teve boa presença no processo, com a participação de 33 alunos do 9º período (Diurno e Noturno) do curso de Direito realizando as provas. Na primeira etapa foram aprovados 25 alunos do Unicerp, representando mais de 75% dos participantes.

       

      “O Unicerp está acima da média nacional. Isso demonstra a qualidade do curso e dos alunos que o estão cursando. Realizamos provas simulando o Exame, o que possibilitou uma maior preparação dos alunos”, destaca Aloisio Pereira Junior, aluno do Unicerp aprovado no XIV Exame da OAB.

       

      Os 13 aprovados do Unicerp foram, Adolfo Henrique Almeida, Aloisio Pereira Junior, Célia Bernardes Silva, Ciro Alexandro Maronezzi de Paula, Daiane Marlla Pereira Teixeira, Fabiana das Graças de Castro, Giane Maria da Silva Vinhal, Gislaine Cristina de Oliveira Avila, Jaqueline Dornelas de Oliveira, Luciene Carneiro Alves Garcia Rosa, Marcelo Ferreira Brito, Nayara Dornelas de Sousa e Vanessa de Moura Araújo. Os universitários que conseguiram a aprovação na segunda fase já podem receber a licença para exercer a profissão de advogados, assim que concluírem o curso de Direito.

       

      “Este elevado índice de aprovação no exame da Ordem dos nossos alunos do curso de Direito é resultado do incessante trabalho desenvolvido pelo Unicerp, sempre comprometido com ensino de qualidade. Professores e alunos engajados no processo de ensino aprendizagem, biblioteca de qualidade e estrutura física do Unicerp foram fundamentais para o sucesso no número de aprovados na prova da OAB”, afirma Rodrigo Fernando Lopes, coordenador do curso de Direito do Unicerp.

       

      Segundo a reitora do Unicerp Iêda Pereira de Magalhães Martins, essas notícias atestam a ótima qualidade do ensino oferecido pela instituição. “O Exame da OAB é extremamente concorrido e o índice de aprovação dos nossos alunos mostra a seriedade com que o Unicerp trabalha. Já o reconhecimento do MEC é imprescindível para a consolidação do curso. Esses números são extremamente difíceis de serem alcançados, pela exigência e critérios adotados em ambas as avaliações. Investimos em nossos cursos, incluindo o Direito, e testemunhamos que os profissionais formados aqui estão muito bem preparados para atuarem no mercado de trabalho depois de graduados”, avalia.

    • Ofertas Supermercado Bernardão para quinta e sexta-feira 06 e 07/11/2014

      SUPERMERCADO BERNARDÃO

      1º FRALDA PAMPERS SUPERSEC PACOTÃO R$ 18,89

      2º TODDY 800 GRAMAS R$ 7,98

      3º GUARANÁ ANTARCTICA / PEPSI: 3,3 LITROS R$ 4,49

      4º BOMBOM LACTA 378 GRAMAS R$ 6,98

      5º COSTELA / FÍGADO: BOVINOS KG R$ 6,99

      6º PERNIL SUÍNO SEM OSSO / CUPIM BOVINO: KG R$ 10,98

      7º MACARRÃO SANTA AMÁLIA COM OVOS 500 GRAMAS (EXCETO: NINHO / GRAVATA / RIGATONI) R$ 1,99

      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA QUINTA E SEXTA

      06/11 e 07/11/2014

    • HJ Viver traz a Patrocinio César Menotti e Fabiano

      Vamos juntos nesta causa nobre. dia 26 de Novembro/2014, Reserva de mesas 3831-6265 HJViver.

    • Balanço do Mercado do Café pelo CNC

      BALANÇO SEMANAL — 27 a 31/10/2014

      Clima, mercado, sustentabilidade e cooperação internacional estarão em pauta na próxima reunião ordinária do CNC.

      REUNIÃO ORDINÁRIA DO CNC — O Conselho Nacional do Café realizará reunião ordinária no dia 7 de novembro, em Ribeirão Preto (SP). Para a ocasião, o CNC, reiterando o seu papel de representante de classe e o seu compromisso com temas atuais e focados na sustentabilidade da cafeicultura, preparou um interessante cronograma que envolve questões climáticas, mercadológicas, programas de sustentabilidade e cooperação internacional, além dos assuntos internos a serem debatidos.

      Na programação, o analista de mercado do tradicional Escritório Carvalhaes, Nelson Carvalhaes, ministrará palestra com o tema “Como ganharmos juntos”. O sócio da P&A Marketing Internacional, Carlos Brando, fará uma apresentação sobre o IDH – The Sustainable Trade Initiative, um programa que foca a sustentabilidade na cafeicultura e envolve diversas multinacionais, além de governos de países produtores e compradores.

      A reunião também contará com uma apresentação sobre os atuais custos de produção do café, que será realizada pelo coordenador de projetos do Centro de Inteligência em Mercados da Universidade Federal de Lavras (Ufla), engenheiro agrônomo Fabrício Andrade, que também é mestre em Administração e doutorando em Engenharia Agrícola. Destacamos que o estudo apresentado tem significativa relevância, uma vez que deverá servir de base, junto com as planilhas das cooperativas, para a correção dos preços mínimos do café, cuja proposta será encaminhada pelo CNC aos Ministérios da Agricultura e da Fazenda em janeiro de 2015.

      O engenheiro agrônomo José Braz Matiello, pesquisador da Fundação Procafé, fará uma avaliação do efeito climático sobre a produção cafeeira em 2014 e seus reflexos sobre o cinturão produtor nas safras 2015 e seguintes. A questão climática será complementada na reunião pelo professor Luiz Carlos Baldicero Molion, PhD em Meteorologia, Pós-Doutor em Hidrologia de Florestas, professor e pesquisador da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Conhecido como “o cientista que não se curva aos ambientalistas radicais”, é também representante dos países da América do Sul na Comissão de Climatologia da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

      Finalizando a programação da reunião ordinária do CNC, os conselheiros diretores da entidade discutirão o pedido de cooperação técnica feito pelo Embaixador Fernando José Marroni de Abreu, diretor da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (MRE), para incrementar o desenvolvimento do setor cafeeiro de Camarões.

      MERCADO — Pressionadas pela ocorrência de chuvas nas origens brasileiras e pelo real desvalorizado, as cotações futuras do café arábica voltaram a apresentar perdas nesta semana.

      As chuvas atuais estimulam novas floradas nos cafezais, após o abortamento observado em grande parte das regiões produtoras devido à severa estiagem. Porém, o elevado déficit hídrico registrado em importantes origens nacionais e a falta de uniformidade das floradas resultarão em perdas na safra 2015/16 do Brasil, cujo tamanho somente poderá ser avaliado a partir do mês dezembro.

      O vencimento dezembro do Contrato C, negociado na Bolsa de Nova York, encerrou os negócios de quinta-feira a US$ 1,876 por libra-peso, acumulando perdas de 390 pontos na semana. Por outro lado, na ICE Futures Europe, o vencimento janeiro/2015 foi cotado, ontem, a US$ 2.037 por tonelada, representando valorização de US$ 9 em relação ao fechamento da última sexta.

      Embora o dólar ainda se encontre em patamar elevado no Brasil, em relação aos últimos meses, até o fechamento do mercado cambial de ontem, o real apresentava tendência de fortalecimento. O principal motivo foi a elevação da taxa de juros básica da economia brasileira de 11% para 11,25% ao ano. Na quinta-feira, a divisa norte-americana foi cotada a R$ 2,479, acumulando queda de 1,9% em relação ao final da semana passada.

      No mercado físico, os negócios seguiram em ritmo fraco, com produtores aguardando melhora nos preços e compradores abastecidos.Os indicadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) para as variedades arábica e conilon foram cotados, ontem, a R$ 439,08/saca e a R$ 264,72/saca, respectivamente, com variação de -1,6% e 1,5% no acumulado da semana.

      No tocante ao comércio internacional, merece atenção o acordo firmado entre a Volcafé e a companhia chinesa Simao Arabicasm Coffee para o estabelecimento de uma joint venture, que objetiva promover café arábica suave cultivado na província de Yunnan. Segundo a Agência Bloomberg, a Yunnan Volcafe Ltda. pretende adquirir e processar o café da província para exportação a clientes internacionais. Essa região da China colhe cerca de 1 milhão de sacas de café — cerca de 95% da produção do país —, o que é equiparável, por exemplo, ao produzido pela Costa Rica.

      Atenciosamente,

      Silas Brasileiro /Presidente Executivo do CNC

    • Ofertas Supermercado Bernardão para segunda-feira 03/11/2014

      SUPERMERCADO BERNARDÃO

      1º AMACIANTE CANDURA 5 LITROS R$ 9,99

      2º SABÃO EM PÓ OMO 2 KG R$ 13,98

      3º DETERGENTE YPÊ 500 ML R$ 1,29

      4º PAPEL HIGIÊNICO MILI: LEVE 12 E PAGUE 11 – 60 METROS R$ 9,98

      5º SABONETE JOHNSONS SUAVE 90 GRAMAS R$ 0,99

      6º ARROZ TRIVIAL 5 KG R$ 8,78

      7º STEAK DE FRANGO SEARA 100 GRAMAS R$ 0,49

      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA SEGUNDA 03/11/2014

    • KM Modas: Venham conferir muitas novidades !!!!!!

      4 3 2

      Moda Masculina, Feminina e Acessórios. Av. Rui Barbosa, 632 Centro Patrocínio – MG 34-3831.5397

      Exclusividade Bunny’s e Frittz.

    • Vestibular Unicerp 2015 oferecerá Engenharia Civil diurno

      O Vestibular Unicerp 2015 segue com inscrições abertas até o dia 21 de novembro. A novidade neste ano é a abertura de uma turma de Engenharia Civil em período diferente. Além das habituais 50 vagas à noite, o Unicerp também oferecerá o curso durante o dia. Serão mais 50 vagas para quem quer estudar Engenharia Civil no período diurno.

      De acordo com o coordenador do curso Renato Barbosa Moreira, o ensino oferecido no Unicerp habilita o futuro engenheiro civil a atuar em vários setores da profissão. “O nosso curso é generalista e capacita o egresso a atuar nas mais diversas áreas, desde a construção civil, bem como estradas, ferrovias, desenvolvimento de novos materiais de construção, obras hídricas, portos, barragens e pontes”, explica.

      O campus do Unicerp é amplo e bem estruturado, com laboratórios para as práticas de Resistência de Materiais, Instalações Hidro-Sanitárias, Construção Civil e Saneamento. O curso tem professores experientes, mestres e doutores reconhecidos no mercado de trabalho.

      As provas do processo seletivo do Centro Universitário do Cerrado Patrocínio acontecem em 22 de novembro, das 14h às 17h. O Vestibular Unicerp 2015 seleciona alunos para a Engenharia Civil diurno e noturno e para os outros 17 cursos oferecidos pela instituição. As avaliações são feitas no campus do Unicerp, em Patrocínio/MG. O valor das inscrições é R$ 60. O candidato que utilizar a nota do Enem investirá R$ 30 na inscrição.

      O cadastro pode ser feito no hotsite do vestibular, www.vestibular.unicerp.edu.br, ou no Setor de Protocolo da instituição. As inscrições de forma online devem ser feitas até 19 de novembro. Neste caso, o pagamento deverá ser feito até o dia 20, com base no boleto bancário que o candidato imprimirá junto com a ficha de inscrição. O cadastro é confirmado somente mediante o envio do comprovante de pagamento.

      Todas as informações sobre o Vestibular Unicerp 2015 estão no Manual do Candidato, também disponível no site www.unicerp.edu.br.

      A prova aborda conhecimentos gerais e redação. Os livros recomendados para a realização do exame são “Til” de José de Alencar e “Capitães de Areia” de Jorge Amado.

      Os cursos oferecidos pelo Unicerp são, Administração, Agronegócio, Agronomia, Arquitetura e Urbanismo, Cafeicultura, Ciências Biológicas, Ciências Contábeis, Design de Interiores, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Nutrição, Pedagogia, Psicologia e Sistemas de Informação.

    • Revitalização da Praça Santa Luzia: Trabalhos são iniciados

      Escrito por Ascom-PMP

      Projeto prevê a revitalização da fonte luminosa, parte hidráulica e sistema se som

      O Governo Municipal, através do trabalho conjunto das Secretarias de Cultura e Urbanismo e o DAEPA, estão realizando a revitalização da Praça Santa Luzia – um dos principais e mais tradicional palco de encontro e lazer das famílias patrocinenses.

      De acordo com Sebastião Cortes, secretário municipal de cultura, a intervenção faz parte de um projeto que pretende revitalizar importantes espaços públicos que fazem parte da história do município, a exemplo do Museu Prof. Hugo Machado da Silveira.

      A fonte receberá uma nova iluminação, sistema hidráulico e equipamento de sonorização mais moderno e potente. Além disso, a iluminação da praça será trocada e reforçada.

      A expectativa é de que a reforma esteja finalizada antes do Natal.

  • Publicidade