• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • Notícias

    • Orçamento Participativo inicia nesta terça (9)

    • Deputado Deiró Marra inaugura ponte em Presidente Olegário

      Deputado Estadual Deiró Marra inaugura ponte em Presidente Olegário (Distrito de Galena).
      O Deputado Estadual Deiró Marra naugurou na noite de quarta-feira (03), a ponte sobre o Córrego Barreiro , no Distrito de Galena , ponte que leva o nome do Senhor Delpide Pereira da Cunha. A nova ponte construída em aço e concreto, vem substituir a antiga ponte que era de madeira.

      O parlamentar patrocinense juntamente com o Prefeito Antônio Cláudio Godinho ¨Palito¨(PMDB), vice-prefeito Olímpio Pimpim (PSDB), Presidente da Associação de Galena , José Moises,e o Presidente da Câmara Municipal de Presidente Olegário, Henrique Godinho (PSDB), os vereadores Manoelzinho da Ambulância (PMDB), Reis Teles (PSDB), Januário Elói (PV), os Secretários da Administração 2013/2016, familiares do senhor Delpide Pereira da Cunha.

      Durante a inauguração da ponte o Deputado Estadual Deiró Marra agradeceu a presença de todos, e principalmente da família do homenageado. “Gostaria de agradecer a família do senhor Delpide por nos permitir prestar essa homenagem a uma pessoa que sempre acreditou em nosso trabalho. Essa obra faz parte do projeto que a cidade está recebendo e que vai mudar a cara da comunidade, trazendo fácil acesso para a população.

      Para o representante do Distrito de Galena , Jaime, a obra da ponte será de muita importância para os moradores da região, pois a outra ponte estava muito velha e era uma ponte muito estreita o que não dava muita segurança aos que sobre ela trafegavam. ¨Agora sim podemos estar tranquilos quando passamos por cima desta ponte pois sabemos que esta nova ponte nos trás segurança por ser toda construída em aço e concreto, pude acompanhar de perto a construção desta ponte e sei que ela nos trará muitos benefícios, obrigado a você, prefeito Palito e a todo o seu secretariado que quando precisamos estão sempre dispostos a nos ouvir e atender as nossas reivindicações¨ comentou Jaime.

      Deiró Marra em seu discurso também ressaltou a importância desta ponte para aqueles que dela necessitam e reafirmou seu compromisso de estar atento aos anseios do povo de Presidente Olegário e distritos que compõem o município.
      ASSCOM – Mauro Henrique/ Natanael Diniz

    • Ofertas Supermercado Bernardão para dia 08/06/2015

      SUPERMERCADO BERNARDÃO

      1º PAPEL PERSONAL: LEVE 16 E PAGUE 15 – 30 METROS R$ 7,98
      2º AMACIANTE COMFORT 2 LITROS R$ 6,99
      3º SABÃO EM PÓ OMO 3,5 KG R$ 22,98
      4º TODDY 800 GRAMAS R$ 7,99
      5º AÇÚCAR DELTA 5 KG R$ 5,98
      6º ARROZ VASCONCELOS 5 KG R$ 10,99
      7º PERNIL SUÍNO COM OSSO / BISTECA SUÍNA: KG R$ 6,98
      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA SEGUNDA
      08/06/2015

    • Agende esta data :15 a 18 de junho – O Mapa da Mina 2015

    • Praça de Alimentação do Unicerp é aberta ao público

      Escrito por Luiz Costa Jr. – Decom Unicerp
      Praça de Alimentação do Unicerp tem três espaços de atendimento (Foto: Alexandre Costa)

      A Praça de Alimentação do Unicerp está em funcionamento a partir desta segunda-feira, 1º de junho. O espaço foi modernizado e agora conta com três opções de lanches, servidos por Bahamas, Café Mania e NutrirBem.

      O ambiente foi ampliado e está mais confortável para a comunidade acadêmica, comerciantes e visitantes. Tem sistema de som, além de palco para apresentações artísticas. São 825 metros quadrados de área construída.

      O novo local de convivência foi uma das principais reivindicações dos alunos durante a Avaliação Institucional, realizada em 2014 pela CPA (Comissão Permanente de Avaliação).

      A Praça de Alimentação está aberta de segunda a sexta, das 6h às 0h, e aos sábados, das 7h às 12h. O espaço é aberto a todos os públicos.

    • Boletim Conjuntural do Mercado de Café

      Boletim Conjuntural do Mercado de Café — Maio de 2015 —

      — Futuros do café apresentam significativas perdas em maio diante do fortalecimento do dólar e da multiplicidade de estimativas de safra.

      A multiplicidade de estimativas de safra lançadas em maio, que reforçou o clima especulativo sobre uma maior disponibilidade futura de café no mundo, e o fortalecimento do dólar resultaram em novas desvalorizações das cotações internacionais do café.

      Os prognósticos apresentados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda) nas últimas semanas apresentaram tendências de aumento nos volumes produzidos em 2015/16 na Indonésia, Colômbia, Índia, Guatemala, Vietnã e Peru, em comparação com a temporada anterior. Paralelamente, diversas estimativas para a safra 2015/16 do Brasil, grande parte sem embasamento de campo, resultando em um intervalo de variação equivalente à produção colombiana, ativaram as vendas pelos investidores.

      Próximo ao final do mês, esse cenário já bastante especulativo, tendendo a um clima excessivamente otimista quanto à disponibilidade de café, foi coroado pela projeção de superávit de 1,1 milhão de sacas na oferta do grão na temporada 2015/16 pela Volcafé. No entanto, é importante ressaltar que essa projeção apresenta um volume muito pequeno, insuficiente para compensar o déficit superior a 6 milhões de sacas na oferta mundial do produto, previsto pela Organização Internacional do Café (OIC) em 2014/15.

      Mesmo assim, os fundos que operam no mercado futuro e de opções do café arábica da ICE Futures US aumentaram suas posições vendidas, que atingiram o maior volume desde dezembro de 2013, podendo caracterizar um mercado sobrevendido diante da realidade produtiva.

      Isso porque, a partir do segundo semestre de 2015, o Brasil registrará significativo encolhimento de seus estoques de café, devido às últimas colheitas prejudicadas por períodos prolongados de estiagem, ao mesmo tempo em que as exportações apresentaram forte crescimento. Outro fator que gera incerteza refere-se ao clima na primavera de 2015 e no verão de 2016 na Região Sudeste, o qual afetará os próximos ciclos produtivos do País.

      O meteorologista Paulo César Espinoza Etchichury, da Somar Meteorologia, em palestra na Associação Comercial de Santos, afirmou que, embora não seja esperado atraso no retorno das chuvas, as precipitações dos meses de setembro e outubro deverão ser irregulares, em cenário climático semelhante a 2014. Já o verão de 2016 deverá apresentar “cenário climático semelhante ao dos verões de 2013 e 2014, que ficaram marcados por chuvas irregulares e ondas de calor”.

      O comportamento do dólar também contribuiu para a desvalorização das cotações futuras do café em maio. Refletindo as pressuposições sobre o aumento dos juros dos Estados Unidos ainda neste ano e as dificuldades econômicas do Brasil, a moeda norte-americana acumulou valorização de 5,8% ante o real, encerrando o mês a R$ 3,1873.

      O vencimento julho do Contrato C da ICE Futures US acumulou queda de 1.130 pontos, sendo cotado a US$ 1,2615 por libra-peso no último dia do mês. A cotação média mensal, de US$ 1,3, foi 29,8% inferior à do mesmo período de 2014. Porém, quando convertidas para reais, as cotações de Nova York aproximam-se do patamar de maio do ano passado, devido ao fortalecimento do dólar no Brasil.

      Os estoques certificados de arábica da bolsa nova-iorquina apresentaram redução de 106 mil sacas, encerrando o mês em 2,14 milhões de sacas. O volume estocado encontra-se em patamar 16% inferior ao observado no mesmo período do ano antecedente, de 2,55 milhões de sacas.

      O mercado futuro da variedade robusta também encerrou o mês com significativas perdas. O vencimento julho/2015 negociado na ICE Futures Europe acumulou queda de US$ 160, sendo cotado a US$ 1.632 por tonelada no último dia do mês. A cotação média mensal, de US$ 1.708/t, foi 17,2% inferior à de maio de 2014.

      Os estoques certificados de robusta monitorados pela ICE Futures Europe mantiveram a tendência de alta e atingiram 3 milhões de sacas em maio, volume aproximadamente 3,5 vezes superior ao contabilizado no mesmo período do ano passado.

      A arbitragem entre os terminais londrino e de Nova York apresentou tendência de estreitamento em maio, encerrando o mês em US$ 0,52, ante os US$ 0,56 registrados no final de abril.

      No Brasil, os trabalhos de colheita da temporada 2015/16 foram iniciados e algumas origens relataram problemas com o aumento da umidade, que chegou a prejudicar a secagem dos cafés nos terreiros. O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) divulgou que há risco de depreciação da qualidade dos grãos de arábica, principalmente no Cerrado Mineiro, cuja produção já foi bastante afetada pelas condições climáticas adversas do ano passado.

      As perspectivas climáticas para a primeira quinzena de junho são de redução dos volumes de chuvas no Sudeste do Brasil. Porém, os mapas da Climatempo mostram possibilidade de até 50 mm de precipitações sobre as regiões cafeeiras dos Estados de São Paulo e Minas Gerais.

      O mercado físico seguiu desaquecido, já que o nível de preços se encontra aquém das expectativas dos produtores. Segundo o Cepea, a oferta efetiva dos lotes da safra corrente deve ser postergada, já que houve menor quantidade de vendas antecipadas dos grãos a serem colhidos em relação ao mesmo período do ano passado. Os indicadores da instituição para as variedades arábica e conilon foram cotados, no final de maio, a R$ 411,05/saca e a R$ 289,18/saca, com perdas de, respectivamente, 5,6% e 1,6% no mês.

      Conselho Nacional do Café – CNC

      SCN Qd. 01 Bloco C, nº 85, Ed. Brasília Trade Center – Sala 1.101
      Brasília(DF) – cep: 70711-902
      Contatos/Fax: (61) 3226-2269 / 3342-2610

    • A luta contra aumento da tarifa de água e esgoto

       

      A luta contra aumento da tarifa de água e esgoto do DAEPA dos vereadores Thiago Malagoli, Humberto-Bebé, Greyce Elias, Marcilene Jacinto, Joel de Carvalho e Neusa Mendes

      Os vereadores Thiago Malagoli, Humberto Donizete Ferreira – Bebé, Greyce Elias, Marcilene Jacinto, Joel de Carvalho e Neusa Mendes estão do lado da população e não aceitarão o aumento que o DAEPA vem anunciando e que está deixando muita gente sem dormir. Na última sexta-feira, 29 de maio, o Executivo publicou Decreto que determina o aumento nas tarifas de água e esgoto do Município de Patrocínio. Na luta contra esse abuso, os verdadeiros representantes dos anseios e necessidades da população, os Vereadores da oposição apresentarão amanhã, dia 02/06, o Decreto Legislativo que susta os efeitos do suposto aumento assinado pelo prefeito Lucas Siqueira. Entenda a situação: Depois de receber informações acerca do aumento, estes Vereadores concluíram que o aumento pretendido pelo DAEPA é alto, indevido e desnecessário. Embora pareça que o aumento é de 8,12%, na realidade para o bolso do contribuinte este aumento vai muito além, sendo somado 40% no esgoto + aumento na água, chegando ao absurdo de 48,12% de aumento. O valor cobrado a título de prestação de serviços de esgoto é proporcional ao valor pago pela água, que até o momento corresponde a 50%. A proposta abusiva pretende passar o valor do esgoto para 70% do valor da água. Para justificar o aumento, afirma o DAEPA que várias estações de tratamentos de esgoto foram construídas na cidade. É bom que a população saiba que este recurso foi obtido através de empréstimo do BNDES que inclusive já começou a ser pago, com dotação orçamentária determinada para tal. Lembrando ainda que este serviço prestado está longe de ser adequado ou satisfatório, como determina legislação de meio ambiente e Constituição Federal. Ora, a tarifa deve ser fixada ou reajustada de forma a garantir serviço adequado com modicidade, eficiência, observando a capacidade contributiva do contribuinte, dentre outros, e ainda, qualquer reajuste deve ser justificado informando à população sobre onde o seu dinheiro está sendo gasto. O que o povo reconhece é o enorme gasto com marketing e propaganda desta autarquia, e a falta de respeito e humanização no atendimento dos serviços públicos onde falta tudo, as ruas esburacadas, a cidade totalmente largada num verdadeiro caos. Sem contar que falta saúde, educação, segurança, etc. Consta de informação amplamente veiculada na imprensa local pelo Superintendente do DAEPA, Luciano Queiroz, que a receita não está sendo suficiente para pagar as despesas. Assim sendo deveria-se regularizar a gestão, gastando menos com publicidade; a cidade está coberta de painéis e propagandas distribuídas em todos cantos e veículos de imprensa. Se não há recursos, deve-se reduzir gastos, acabando com este descaso e farra com o dinheiro público e não onerando a população com aumento de impostos, taxas e tarifas. A população não pode e não vai ser prejudicada com tal aumento sem que obtenha o benefício correspondente. Contem com estes vereadores: não podemos aceitar isso; o povo trabalhador e honrado de Patrocínio não vai arcar com este ônus e com esta irresponsabilidade da administração municipal.

    • Recesso Corpus Christi

      Escrito por Ascom-PMP

      Funcionamento

      Considerando o feriado religioso de Corpus Christi (4 de junho), a prefeitura municipal informa que o atendimento ao público será realizado até esta quarta-feira, 3 de junho. As atividades serão retomadas a partir do dia 8 de junho, segunda-feira.

      A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos informa que não haverá coleta de lixo somente no feriado de Corpus Christi, quinta-feira (4). Nos demais dias, a coleta será realizada normalmente, seguindo as rotas e horários estabelecidos.

    • 65º Corrida da Fogueira

    • Ofertas Supermercado Bernardão para 04/06 e 05/06/2015

      SUPERMERCADO BERNARDÃO

      1º SKOL LATÃO 550 ML: LEVE 24 E PAGUE EM CADA UNIDADE R$ 2,48
      2º GUARANÁ ANTARCTICA / PEPSI: 3,3 LITROS R$ 4,89
      3º COXÃO MOLE FRIBOI KG R$ 16,98
      4º LINGUIÇA SUÍNA SUINCO KG R$ 6,99
      5º PRESUNTO PREMIADA KG R$ 11,98
      6º STEAK DE FRANGO SEARA: LEVE 12 E PAGUE EM CADA UNIDADE R$ 0,69
      7º TOALHA CAMESA LINEA: BANHO R$ 11,98 / ROSTO R$ 5,98
      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA QUINTA E SEXTA
      04/06 e 05/06/2015

  • Publicidade