• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • Brasil sediará 2ª edição do Fórum Mundial de Produtores de Café

    BALANÇO SEMANAL — 29/10 a 02/11/2018

    Países produtores e exportadores se reunião em Campinas (SP), em julho de 2019, para debaterem melhorias e a sustentabilidade econômica dos produtores

    Na sexta-feira, 26 de outubro, o Conselho Nacional do Café (CNC) realizou reunião do conselho diretor com convidados do setor de produção, em Ribeirão Preto (SP). Após deliberações, definiu-se que o Brasil será palco da segunda edição do Fórum Mundial de Produtores de Café (WCPF, em inglês), nos dias 10 e 11 de julho de 2019, a ser realizada no Royal Palm Plaza Resort, em Campinas (SP). Os conselheiros Vanusia Nogueira e José Marcos Magalhães coordenarão os trabalhos para a realização do evento e validarão as ações junto aos demais membros.

    Criado em 2017, o evento é um ambiente de discussão, com agenda preparada pelos cafeicultores, a fim de alcançarem os caminhos mais sustentáveis para a atividade cafeeira global. Desde a primeira edição, na cidade de Medellín, na Colômbia, os cafeicultores mundiais vêm demonstrando insatisfação com os níveis de preço praticados no mercado, que mal cobrem os custos de produção em muitas nações produtoras.

    Além disso, destacam os grandes desafios que enfrentam na atividade, como a sustentabilidade econômica do setor produtor, os níveis de produtividade das lavouras, a volatilidade do preço nos mercados internacionais, o aumento de demanda para mais de 50 milhões de sacas nos próximos 10 a 15 anos e as adversidades climáticas. Com base nisso, esses temas foram elencados para comporem as discussões do 2º Fórum Mundial de Produtores de Café, em Campinas.

    No encontro de 2019, o professor Jeffrey D. Sachs apresentará um estudo sobre “Análise Econômica e Política para Melhorar os Rendimentos dos Pequenos Produtores de Café”, encomendado pelo WCPF e dirigido por ele com o Centro de Desenvolvimento Sustentável de Columbia. “O primeiro Fórum Mundial de Produtores de Café, na Colômbia, despertou a conscientização e o interesse de todas as partes interessadas em garantir a sustentabilidade econômica dos cafeicultores em todo o mundo e encontrar maneiras de ter uma cadeia de valor sustentável, da fazenda à xícara. O segundo Fórum levará esse diálogo ao próximo nível”, informa Juan Esteban Orduz, da Federação de Cafeicultores da Colômbia.

    Nesta segunda edição do Fórum Mundial, o Brasil e os demais países produtores, tal como expressaram no primeiro evento, realizado em julho de 2017, em Medellín, seguirão com os esforços e considerarão as ações necessárias para solucionar cenários que comprometam a oferta futura de café e convidam todos os elos da cadeia produtiva para o evento, com o intuito de atuarem de maneira conjunta e corresponsável.

    “O Brasil, como o maior produtor global, tem muito orgulho em sediar o segundo Fórum Mundial de Produtores de Café. Toda a cadeia, da fazenda à xícara, continuará enfrentando os muitos desafios que se apresentam à produção cafeeira, o que só pode ser feito através da cooperação construtiva entre todos os elos”, comentou Silas Brasileiro, presidente do Conselho Nacional do Café do Brasil.

    Nas próximas semanas, o site do evento (www.worldcoffeeproducersforum.com) estará atualizado, com o resumo prévio da programação, informação sobre oradores e painelistas e aberto a inscrições. Além disso, as oportunidades de apoio e patrocínio serão anunciadas.

     Imprimir

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!

  • Publicidade