• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • Aberta campanha de combate ao “sarampo”

    Essa segunda-feira, dia 07 de outubro, marcou o início da campanha nacional de vacinação contra o sarampo de 2019. A vacina tríplice viral, que também protege contra caxumba e rubéola, estarão disponíveis em todos os postos de saúde do país, com foco especial em dois subgrupos: crianças de 6 meses a menores de 5 anos e adultos de 20 a 29 anos.

    Município

    Em Patrocínio, o trabalho também foi iniciado nessa segunda-feira, com doses da vacina disponibilizadas em todas as 16 Unidades Básicas de Saúde, atendendo a população entre 08h e 11h e de 13h às 16h30. No chamado dia D, previsto para ocorrer no próximo dia 19 de outubro, as unidades de saúde atenderão a comunidade entre 08h da manhã às 5h da tarde. Segundo informações da coordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde Gabriela Rosa dos Santos, adultos com até 49 anos podem receber a dose da vacina contra o sarampo, mesmo não apresentando cartão de vacina, caso não tenham certeza que já foram vacinados. Para os pais ou responsáveis de crianças da faixa etária de 6 meses a 5 anos de idade, é necessário apresentar o cartão de vacina. Patrocínio não tem nenhum caso de sarampo registrado, embora no mês passado tenha tido uma suspeita que depois de investigada, não se confirmou. A campanha é um reforço dos governos federal, estadual e municipais de se manter a população livre da doença que é contagiosa e se não tratada pode levar a óbito.

    Casos

    De acordo com um boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde em setembro, foram confirmados 5.346 casos de sarampo no Brasil. A maior parte dos diagnósticos está concentrada em 153 municípios de São Paulo (97,5%), principalmente na região metropolitana. Ainda assim, o número de estados com transmissão ativa da doença já chega a 17. E isso reforça a importância de uma campanha de vacinação por todo o país. Em 2019, o governo decidiu dividir a ação em duas fases. Cada uma é focada em um público diferente que estaria mais suscetível à infecção por sarampo.

    Tríplice viral

    Mas é importante ressaltar que tanto a vacina tríplice viral como a tetravalente (que evita também a catapora) são aplicadas na rede pública o ano todo em brasileiros de até 49 anos, dentro ou fora de surtos. Siga as orientações do Calendário Nacional de Vacinação para proteger você e sua família desde cedo.

    ASCOM/PMP/Luiz Cabral/Fotos divulgação

     Imprimir

    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!

  • Publicidade