• Notícias

  • Colunistas

  • Agenda

  • Parceiros

    Parceiros
  • Notícias

    • 24 de Maio: Dia Nacional do Café

    • O Mapa da Mina 2015: Lançamento oficial reuniu empresários e autoridades

      Escrito por Ascom-PMP

      A 6ª edição de O Mapa da Mina foi oficialmente lançada na noite desta quinta-feira (21), na Câmara Municipal, com presença de empresários, representantes de instituições e autoridades locais.

      Promovido pelo Governo Municipal, ACIP/CDL, ADP, Sindcomércio e Câmara Municipal, com apoio do Sebrae, o evento marca mais um importante momento para o desenvolvimento do município, quando representantes de todos os setores e poderes instituídos se reúnem para tratar sobre ferramentas, políticas e iniciativas para o crescimento sustentável dos negócios.

      Para o assessor municipal para Gestão de Inovação, José Batista de Sousa Neto, é importante ter momentos como este para tratar sobre o empreendedorismo, buscar novas informações e conhecimentos para agregar aos negócios. “O Mapa da Mina trata-se de pessoas; empresários, estudantes, empreendedores, agentes de instituições publicas e privadas. São elas que promovem a mudança. E, quando todos crescem, Patrocínio cresce. Por isso a importância desse evento”, disse.

      A presidente da Câmara de Vereadores, Marly Ávila, nova parceira do O Mapa da Mina, destacou a importância da parceria entre os Poderes, a sociedade e empresários para o desenvolvimento de Patrocínio. “É uma grande honra para a Câmara figurar entre os parceiros de um projeto desta magnitude e importância para nossa Patrocínio. Parabéns ao nosso prefeito Dr. Lucas pela iniciativa”.

      Wander Júnior de Carvalho, presidente do Sindcomércio, apontou a solidez que O Mapa da Mina vem ganhando a cada edição. “O evento vem ao encontro com o espírito empreendedor dos patrocinenses. E, ganha ainda mais importância e relevância neste momento de crise por que passa o Brasil, pois são nesses momentos que novas idéias precisam e devem surgir”.

      Encerrando as atividades, o palestrante Murilo Barbosa, executivo com experiência em empresas públicas e privadas, brasileiras e internacionais, falou aos participantes sobre a construção do desenvolvimento e os motivos de se investir em Patrocínio. Murilo apresentou dados e gráficos comprovando o crescimento econômico do município e as oportunidades que se esperam no setor.

      Programação

      Durante a solenidade, o assessor municipal para Gestão de Inovação expôs a programação completa do evento, com os nomes dos palestrantes e as propostas e atividades de cada Estação.

      Com o tema central “Criatividade”, O Mapa da Mina 2015 amplia suas Estações envolvendo agora autoridades políticas nas discussões.

      Estação Empreender (IFTM e Unicerp) – destinado ao público estudantil, terá 12 momentos com cursos e palestras envolvendo os temas Criatividade, Inovação, Empreendedorismo e Gamification.

      Estação Empresarial (ACIP/CDL) – destinado aos empresários e empreendedores, 10 clínicas tecnológicas, curso de Modelagem de Negócios, Pitching, concurso de Idéias e palestras.

      Estação Futuro (Câmara Municipal) – destinado aos agentes políticos, empresários, instituições acadêmicas, terá debates sobre Parque Tecnológico, Seminário de Inovação, Cidades Empreendedoras.

      Estação Conhecimento (Rotary Brumado dos Pavões) – Seminário de Empreendedorismo, Curso de Processo Criativo, Workshops da Educação Empreendedora, Homenagens empresariais e Feira da Inovação.

      Os palestrantes confirmados para as palestra magnas são: Eduardo Shinyashiki, Fernando Dolabela, Fábio Puentes e Gustavo Cerbasi.

      Além das atrações culturais, curso de preparo e Storytelling do Café e a presença da Cafeteria Dulcerrado.

      Novos negócios

      A noite também foi marcada pela entrega dos certificados do Programa Acolhimento a Novos Negócios aos empresários que iniciaram empreendimentos em Patrocínio nos meses de março e abril.

      Ao todo 48 novas empresas foram abertas nesses dois últimos meses.

      O programa visa valorizar as ações empreendedoras no município, e não poderia haver lugar melhor para tal do que no O Mapa da Mina.

    • 27 de Maio na Enigma Sapatos

    • Lançamento do Dia C

      As cooperativas: Coopa, Expocaccer, Sicoob Coopacredi, Sicoob Credicopa e Unimed Patrocínio, convidam você para o Lançamento do Dia C 2015 a realizar-se:

      Dia: 22 de maio

      Horário: 15h

      Local: Auditório Expocaccer

      Contamos com sua presença para nos ajudar a espalhar o espírito cooperativista do Dia C.

    • Seleção Pública de Estagiários de Graduação em Direito no Fórum de Patrocínio

      Edital nº 02/2015 – Seleção Pública de Estagiários de Graduação em Direito.

      Número de Vagas: 02 e Formação de Quadro de Reserva
      Período de Inscrição: 19/05/2015 a 27/05/2015 na Sala da Administração do Fórum de Patrocínio
      Prova: 31/05/2015
      Horário: 08h30min
      Duração da Prova: 03 Horas
      Local da Prova: Escola Municipal Professor Olímpio dos Santos – Av. José Maria de Alkimim, nº 398 – centro, em Patrocínio-MG.

      http://www.unicerp.edu.br/images/fotos_noticias/2015/05/Edital02_2015.pdf

    • Ofertas Supermercado Bernardão para 21/05 e 22/05/2015

      SUPERMERCADO BERNARDÃO

      1º COCA-COLA 3 LITROS R$ 4,99
      2º ACÉM / MAÇÃ DE PEITO FRIBOI: KG R$ 12,98
      3º LOMBO SUÍNO / BACON PIF PAF: KG R$ 10,99
      4º ACHOCOLATADO NESCAU SACHÊ 800 GRAMAS R$ 8,98
      5º EDREDOM CAMESA VEGAS: CASAL R$ 44,98 / SOLTEIRO R$ 34,89
      6º AMACIANTE CANDURA 5 LITROS R$ 9,98
      7º SABÃO OMO LÍQUIDO PODER ACELERADOR 1 LITRO R$ 6,99
      OFERTAS VÁLIDAS “APENAS” PARA ESTA QUINTA E SEXTA
      21/05 e 22/05/2015

    • Santa Casa de Patrocínio contrata Farmacêutico

      Santa Casa de Patrocínio contrata

      A Santa Casa de Patrocínio está disponibilizando vaga para farmacêutico. Início imediato! Os interessados devem comparecer no Departamento de Recursos Humanos, endereço: Praça Honorico Nunes, nº522; ou entrar em contato pelo telefone (34)3839-1022 – Tratar com Eloisa Cunha – Líder de Recursos Humanos. Venha fazer parte da família Santa Casa de Patrocínio, teremos prazer em recebê-lo.

      Foto Ilustração

    • Deputado Deiró preside audiência que discuti transporte na Região Metropolitana

      Um único consenso foi resultado da audiência pública realizada nesta terça-feira (19/5/15) pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) sobre o transporte metropolitano na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH): além de usuários, trabalhadores, parlamentares e até mesmo os representantes das empresas e do Governo do Estado admitiram que o sistema está cheio de problemas.

      Durante a reunião realizada pela Comissão de Transporte, Comunicação e Obras Públicas, cada categoria e segmento listou os problemas de sua preferência. Os trabalhadores se queixaram, principalmente, da adoção da “monocondução”, ou seja, ônibus rodando sem cobradores, com a tarifa sendo cobrada pelos próprios motoristas. Usuários se queixaram de atraso nas viagens, falta de segurança e problemas na bilhetagem. Insegurança também foi um dos problemas listados pelo representante das empresas de transporte, que também se queixou da pavimentação asfáltica de má qualidade nos trajetos dos ônibus.

      Por fim, o representante do Governo do Estado se queixou da herança recebida do último governo, que inclui terminais rodoviários não concluídos e dívidas.

      O presidente da comissão, deputado Deiró Marra (PR), elegeu um dos problemas como prioritário: as queixas de usuários e empresas sobre os frequentes assaltos que vêm ocorrendo na estação São Gabriel, em Belo Horizonte. O subsecretário de Estado de Regulação de Transportes, Renato Ribeiro, reconheceu o problema e disse que o governo pretende instalar uma estrutura da Polícia Militar dentro de cada terminal, mas enquanto isso não é possível, ele afirmou que haverá uma ação emergencial em São Gabriel e também na estação Morro Alto, em Vespasiano, com um reforço no policiamento nos terminais e adjacências.

      Muitos motoristas e representantes sindicais participaram da reunião e centraram suas críticas na decisão das empresas de eliminar o cobrador em algumas linhas e viagens, principalmente no horário noturno.
      ASSCOM – Mauro Henrique / Natanael Diniz com informações do portal da ALMG
      Fotos: Sarah Torres

    • Em dia com o Hospital do Câncer de Patrocínio

      A Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (SIPAT) é um evento obrigatório em todas as empresas no Brasil, que tem como objetivo instruir e orientar todos os trabalhadores sobre saúde e segurança no trabalho.
      Esse ano, a empresa Armazéns Gerais Leste de Minas – Unidade Patrocínio, além de realizar uma série de palestras com profissionais especializados durante a SIPAT, resolveu, assim como em ocasiões anteriores, tornar esse evento um ato de solidariedade.
      Foram arrecadados durante o evento diversos materiais de uso diário para serem doados ao Hospital do Câncer de Patrocínio Dr. José Figueiredo. O resultado surpreendeu: 215 quilos de açúcar, 4 pacotes de sacos de lixo de 50 litros, 13 litros de água sanitária, 27 embalagens de detergente, 16 embalagens de produtos de limpeza do ambiente, 6 embalagens de produto de limpeza para chão e 47 pacotes de papel A4.
      Os materiais arrecadados pelos colaboradores, prestadores de serviços e parceiros, contribuirão para reduzir a aquisição destes produtos pelo Hospital do Câncer de Patrocínio, pois são de uso constante.
      O Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” agradece a iniciativa da empresa e principalmente o espírito de solidariedade da equipe do Armazéns Gerais Leste de Minas, mais uma empresa que abraça nossa causa!
      Transformar uma obrigatoriedade em ato de carinho, isso faz uma empresa do bem!

    • Balanço Semanal do Mercado de Café pelo CNC

      BALANÇO SEMANAL — 11 a 15/05/2015

      — Secretário de Defesa Agropecuária deverá ouvir produção a respeito da importação de café do Peru. Por outro lado, setor precisa unir interesses e propostas para estabelecer a implementação de política públicas para o café.
      IMPORTAÇÃO DE CAFÉ — Como fruto de nossos esforços, com o envio dos ofícios CNC Nº 39/05, à ministra Kátia Abreu (clique aqui e confira), e CNC Nº 40/05, à Presidente Dilma Rousseff (clique aqui e confira), contrários à aprovação de “requisitos fitossanitários para importação de grãos (Categoria 3, Classe 9) de café (Coffea arabica L.) produzidos no Peru”, o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Décio Coutinho, em entrevista concedida ontem, afirmou que irá se reunir com produtores de café nos próximos dias para entender as demandas do setor e a preocupação com a entrada de café peruano, autorizada no fim de abril. “Vou me reunir com o setor para entender o que é que estão levantando, discutir e chegar a um denominador comum e que atenda os interesses de todos”, afirmou à Agência Estado.

      O Conselho Nacional do Café entende como inaceitável e inconcebível a autorização para se importar grãos arábicas do Peru, justamente no período da entrada de safra do Brasil, o maior produtor mundial. Como representante do setor produtivo, o CNC alerta que esse tipo de postura, contrária à realidade mercadológica, sinalizando que não temos oferta para honrar a demanda, é extremamente danosa ao País, pois o ingresso de grãos do exterior, quando temos café para satisfazer as necessidades, pressionará ainda mais os preços da commodity, fazendo com que os produtores, já endividados, percam renda e, consequentemente, competitividade.

      Dessa forma, aproveitaremos a abertura dada pelo secretário Décio Coutinho para informar que essa é uma medida extremamente negativa e que poderá retirar muitos cafeicultores da atividade. Recordando que, do ponto de vista social, a cafeicultura é a principal geradora de empregos no campo e o virtual êxodo com a perda de competitividade, infelizmente será causador do desemprego nas regiões produtoras e refletirá inchaço nas cidades, aumentando a violência urbana.

      UNIÃO DE INTERESSES — Neste ano, temos nos deparado com diversos absurdos relacionados aos tamanhos de nossas safras 2015 e 2016, assim como o cometido pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, sigla em inglês) nesta semana, os quais temos combatido veementemente, haja vista que são infundados e demonstram a clara intenção desses agentes em depreciar ainda mais os preços já aviltados do café em detrimento da saúde financeira dos produtores.

      Entretanto, outro absurdo que temos notado é a imensa quantidade de sugestões que são propostas sem embasamentos, por pessoas que integram o próprio setor produtor, criando um cenário de difícil administração e que permite ao Governo recuar no desenvolvimento e na implantação de políticas públicas, haja vista que, na teoria, o próprio segmento não se entende. Nesse sentido, o Conselho Nacional do Café recorda que os legítimos representantes da produção brasileira são o próprio CNC e a Comissão Nacional do Café da CNA, pois são a ponta final da representação cafeeira estruturada em cooperativas, associações de produtores, sindicatos e federações de agricultura.

      Dessa maneira, e para o bem do setor, recomendamos que a base, sempre que tenha algo a sugerir – e as sugestões sempre são bem-vindas para debate e análises –, busque suas representações regionais e alicerce esse pleito até uma estrutura nacional, com apoio e suporte de todo o segmento, ainda que para pleitos regionais, pois somente assim teremos força e poder de argumentação para que possamos emplacar políticas públicas estruturantes.

      LEILÃO DE ESTOQUES PÚBLICOS — A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizou, na quarta-feira, 13 de maio, dois leilões dos estoques públicos de café. O primeiro negociou toda a oferta de 13.500 sacas de 60,5 kg, o que gerou uma arrecadação de R$ 4,345 milhões a um preço médio de R$ 320,81 por saca (R$ 5,3027/kg). O produto foi colhido na safra 2008/09 e estava em armazéns do Espírito Santo.

      Já o segundo arrematou 39% da oferta total de 4.700 sacas, gerando receita de R$ 559 mil, a um preço médio de R$ 304,92 por cada saca de 60,5 kg (R$ 5,04/kg) arrematada. O CNC entende que o fato de o Governo ter ouvido o setor antes do lançamento dos avisos de venda de café dos estoques públicos foram favoráveis, uma vez que os produtos leiloados, depreciados por serem de safras antigas e não suficientemente protegidos nos armazéns em que se encontravam, estavam condizentes com os preços de abertura estipulados e com a realidade de mercado.

      MERCADO – Na ausência de novidades nos fundamentos, as cotações futuras do café oscilaram nesta semana influenciadas, principalmente, pelo comportamento do dólar. Os investidores também acompanham as perspectivas climáticas, já que aumentam as possibilidades de ocorrência do El Niño este ano e, consequentemente, de um inverno mais úmido na região Sudeste do Brasil. Caso esse cenário se concretize, a colheita e a qualidade dos grãos de café podem ser prejudicadas.

      Em relação ao mercado cambial, indicadores que reforçam o fraco desempenho da economia dos Estados Unidos voltaram a pressionar o dólar no cenário externo, situação internalizada no Brasil. Ontem, a moeda norte-americana encerrou a sessão a R$ 2,9927, com variação pouco significativa de 0,35% na semana.

      O vencimento julho do Contrato C foi cotado, na quinta-feira, a US$ 1,375 por libra-peso, acumulando alta de 285 pontos em relação ao desempenho da sexta-feira passada. Já na ICE Futures Europe, as cotações do robusta apresentaram discreta desvalorização. Ontem, o vencimento julho/2015 encerrou o pregão a US$ 1.747 por tonelada, com perdas de US$ 11 na semana.

      O mercado físico brasileiro seguiu com fraca movimentação, já que os preços encontram-se aquém das expectativas dos vendedores. Na quinta, os indicadores calculados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) para as variedades arábica e conilon foram cotados a R$ 425,47/saca e a R$ 291,10/saca, respectivamente, com variação de -1,2% e 0,1% em relação à última sexta-feira.

      Atenciosamente,

      Silas Brasileiro
      Presidente Executivo

  • Publicidade